Iguaí - Bahia - Notícias do Sudoeste Baiano

Loading...

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Velhos iguaienses de 40 anos atrás - Tempos idos

Velhos moradores de 40 anos atrás que passeiam pelas ruas de Iguaí hoje não mais conhecem ninguém nem por ninguém são conhecidos. Raramente encontram um velho amigo com quem poderão trocar reminiscências. Esta é a dura realidade daqueles antigos iguaienses que passaram sua infância e juventude aqui, mas toda sua vida longe da cidade e hoje, sexagenários aposentados, querem  inteirar-se e interferir nos acontecimentos de um lugar que não é mais o mesmo. Muito difícil!

Notícias de Vitória da Conquista


Festa em Iguaí após o retorno no Prefeito Ronaldo Moitinho

Prefeito Ronaldo Moitinho, acompanhado do Deputado José Carlos Araujo, exibe o documento expedito pela segunda instância do TRE Bahia, ou seja a Liminar que garantiu o seu retorno ao Cargo!
Mas vocês sabem mesmo por que ele foi eleito?
Resposta: Ele foi eleito porque teve mais votos!



Palavras de Lula sobre a violência no Rio de Janeiro

IGUAí: PREFEITO VOLTA AO CARGO COM LIMINAR

IGUAí: PREFEITO VOLTA AO CARGO COM LIMINAR
O prefeito de Iguaí, Ronaldo Moitinho dos Santos e o seu vice, Nelo Ferrari Sobrinho, foram reempossados por uma liminar expedida pelo juiz eleitoral Mauricio Kertzman Szporer, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA). Moitinho permanecerá no cargo até o julgamento do recurso pelo pleno do TRE. A decisão foi tomada neste domingo (28), durante o Plantão do TRE. O julgamento do recurso não tem data para ocorrer. A chapa foi cassada pelo juiz da 146ª Zona Eleitoral, Antônio Carlos Rodrigues de Moraes, na última quinta-feira (25), por abuso de poder econômico na eleição de 2008. O argumento da equipe de advogados para pedir a suspensão da decisão em 1ª instância foi que as testemunhas utilizadas no processo eram eleitores declarados do candidato adversário, Guilherme Menezes Lima (PT). Dentre os depoentes, um é réu confesso de um assassinato." Samuel Celestino - Bahia Notícias.
http://iguai-bahia.blogspot.com/

Rony Moitinho consegue liminar e retorna à prefeitura de Iguaí


Depois que o Juiz da 146ª Zona Eleitoral, Bel. Antônio Carlos Rodrigues de Moraes, publicou, no dia 25/11, a sentença que cassava os diplomas do prefeito e vice de Iguaí, Ronaldo Moitinho dos Santos e Nelo Ferrari Sobrinho, decretando a inelegibilidade de ambos para as eleições a se realizarem nos três anos subsequentes ao pleito de 2008, houve um clima de ansiedade no município, em relação ao que aconteceria posteriormente.

No dia seguinte (26/11), o clima foi de total tranquilidade. A prefeitura e secretarias abriram normalmente e o comércio funcionou sem maiores transtornos. Já no sábado (27/11), percebia-se desde cedo a movimentação de correligionários do prefeito e a notícia de que seria conseguida uma liminar que permitiria o seu retorno à prefeitura de Iguaí. À noite, já com essa certeza, populares foram à Praça Manoel Novaes, onde havia um trio elétrico e já se começavam as manifestações de apoio ao prefeito Ronaldo Moitinho.

Ele falou por telefone para a população, através do som do trio, e disse que pudessem ficar tranqüilos que a situação já se encontrava sob controle. No domingo (28/11), quando o prefeito chegou, acompanhado do Deputado Federal José Carlos Araújo (foto) e de posse da liminar, houve uma carreata pelas principais ruas da cidade, para recebê-lo.
fonte: IGUAIMIX.COM in Blog do Marcelo

sábado, 27 de novembro de 2010

Prefeito de Iguaí Continua no Cargo!

Prefeito Ronaldo Moitinho
Antes mesmo de sair, o Prefeito de Iguaí, Ronaldo Moitinho, já voltou.
Hoje, sábado, 27-11-2010, está tendo festa na cidade com carreata, Trio Elétrico e tudo mais!
A repulsa do povo não é contra Neto Lima que é uma pessoa do bem, mas contra o pai dele que o povo odeia porque aprendeu a ser perseguidor com Bebé de quem foi discípulo por longos anos.
A Medita Liminar, já conseguida, foi requerida pelo advogado Rafael Moura e outro colega! Com isso o Prefeito Rony continua no cargo até o julgamento do recurso.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

O prefeito do município de Iguaí, centro sul baiano, Ronaldo Moitinho (PTB) e o seu vice, Nelo Ferrari foram cassados na manhã desta quinta-feira (25)

IGUAÍ: PREFEITO CASSADO E VIOLÊNCIA NA CIDADE

O prefeito do município de Iguaí, centro sul baiano, Ronaldo Moitinho (PTB) e o seu vice, Nelo Ferrari foram cassados na manhã desta quinta-feira (25). A cassação se deve ao abuso de poder econômico, na compra de votos durante a campanha eleitoral de 2008. O juiz Antônio Carlos Rodrigues de Moraes, da 146ª Zona Eleitoral da Bahia, determinou que no prazo de 72 horas, o segundo colocado do pleito, Neto Lima (PT) assuma o cargo. Porém, depois da destituição, ações de violência contra Moitinho tomaram, conta da cidade. Moradores em contato com o Bahia Notícias afirmaram que estão com medo do que possa acontecer, pois só há quatro policias no município e secretarias são depredadas. “Há um clima de tensão e violência muito grande. Os documentos foram retirados das secretarias e ao que tudo indica os computadores serão formatados, justamente para impedir ou retardar a posse de Lima. O medo é que essas coisas cheguem à zona rural, pois são pouquíssimos policias que trabalham aqui”, relatou um morador assustado que não quis ser identificado. Ronaldo Moitinho, antes de ser prefeito de Iguaí foi presidente da Câmara de vereadores, e durante o mandato foi cassado por desvio de verba.

Justiça cassa mandato do prefeito de Iguaí

Justiça cassa mandato do prefeito de Iguaí

Justiça cassa mandato do prefeito de Iguaí


http://www.iguaimix.com/noticias/20101113_delegado.htm

Juiz afasta e proíbe delegado de frequentar delegacia em Iguaí
13 de Novembro de 2010, às 09:30
.

Juscelino Souza | Sucursal Vitória da Conquista I A Tarde

O delegado de polícia civil de Iguaí (462 km de Salvador), Teodoro Sampaio Guimarães Neto, está proibido de frequentar as dependências da delegacia em que atuava como titular havia mais de oito meses. A decisão, considerada inédita na Bahia, foi tomada pelo juiz titular da Vara Cível, Antônio Carlos Rodrigues de Moraes, acatando ação cautelar por improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público Estadual. O delegado também foi afastado temporariamente do cargo.

Neto, que passou a cumprir a decisão na manhã desta sexta-feira, 12, não foi localizado pela equipe de A Tarde. O magistrado pediu, ainda, a suspensão do acesso aos sistemas de dados informatizados da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e determinou a substituição de fechaduras e cadeados do gabinete do policial. Em cumprimento a um mandado de busca e apreensão em sua residência, a polícia militar encontrou documentos falsos, certidões de nascimento em branco, coldre de arma de fogo e touca brucutu.

Ele ainda pode recorrer da decisão que tem como base denúncias de extorsão por conta do recebimento de R$ 1,5 mil, em cédulas de R$20, R$50 e R$100, de Amilton Aragão, em troca de facilitação num inquérito em que o suposto extorquido é acusado de diversos delitos, a exemplo de estelionato e crimes contra o patrimônio público. Em gravação autorizada pela Justiça, com cerca de 20 minutos de duração, o advogado Rafael Moura instruiu o cliente Aragão a pagar o valor exigido pelo delegado de polícia e deixa claro que “esta é uma prática habitual do delegado”.

O Coordenador Regional de Polícia do Interior em Itapetinga (21ª Coorpin) ainda não designou substituto para o cargo. O titular da Coorpin, Marcus Vinicius Oliveira, foi comunicado, mas não se manifestou sobre a data da efetivação do novo delegado de Iguaí.

Flagrante - O flagrante do recebimento foi gravado em vídeo pelo coordenador regional de polícia civil de Itapetinga, delegado Marcus Vinicius Oliveira, que fez a apreensão do dinheiro em espécie. A denúncia partiu do próprio acusado de extorsão, que recorreu à Justiça para denunciar a trama. A negociação, que ocorreu na tarde de quinta-feira, 4, também foi testemunhada por dois agentes investigadores da 21ª Coorpin, onde o acusado é lotado. Segundo o coordenador, o delegado não esboçou reação e disse que o dinheiro seria pagamento de uma dívida, resultante de um empréstimo ao denunciante.

O coordenador disse que, no entendimento legal, não houve crime de extorsão consumada. Essa teria sido a razão que livrou Guimarães Neto da prisão em flagrante. “O crime de extorsão se consuma quando há exigência de dinheiro, portanto, a entrega do dinheiro, se não é na hora da exigência, não é situação de flagrante delito”. O inquérito está em andamento e apura se o delegado, mesmo alegando recebimento legal do dinheiro, se aproveitou ou não do cargo para fazer cobrança de um dívida particular. Assim que recebeu a informação do juiz, o coordenador procurou agir em seguida.

“A autoridade judiciária nos comunicou, na noite do dia 3, que havia um senhor sendo extorquido pelo delegado em troca de facilitações num inquérito policial que tramita na Delegacia de Iguaí em desfavor da suposta vítima. Isso teria ocorrido dias atrás, mas só nos foi informado na quarta-feira”, frisou o coordenador. “Nos deslocamos com uma equipe para a cidade, filmamos a entrada e a saída da suposta vítima da delegacia, bem como, com autorização judicial, gravamos imagens e o áudio da conversa dentro da sala do delegado e a entrega do dinheiro”, continuou.

“O delegado nos relatou que era pagamento de uma dívida e mostrou anotações com o nome do denunciante”. Teodoro Neto já foi ouvido em termos de declarações e voltou a negar o pedido de extorsão. A Tarde teve acesso a cópias da ação cautelar e da decisão judicial. No documento do MPE, os promotores Carolina Bezerra Alves, Genísia Oliveira e José Junqueira Almeida de Oliveira, de Itapetinga e Fábio Pretti, de Iguaí, pedem o afastamento liminar para “impedir que sejam criados obstáculos à produção das provas, bem como preservar a busca pela verdade real”.

Também pedem a notificação do delegado para contestar o pedido por escrito, no prazo de cinco dias, sob pena de revelia e indicar as provas que pretende produzir. “Percebo que são significativos os indícios da existência de uma rede articulada pela autoridade policial para a prática de diversos delitos graves nesta comarca”, observa o juiz em sua decisão. “A permanência do senhor Teodoro Neto em atividade na polícia de Iguaí representará significativo risco de eliminação de provas e indícios ainda passíveis de apreciação”, continua.

Ainda segundo o magistrado, a medida também objetiva preservar a integridade física do acusado. “A sua manutenção no cargo pode provocar comoção social, o que poderia, em tese, representar risco, podendo ocorrer até invasão á delegacia”, concluiu.

Fonte: http://www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=5649751

Definido substituto de delegado proibido de frequentar delegacia em Iguaí

Teodoro Neto é acusado de receber R$ 1,5 mil em dinheiro, fruto de extorsão

Redação CORREIO

A 21ª Coorpin (Coordenadoria Regional de Policia do Interior), em Itapetinga, já definiu o nome do substituto do delegado de polícia civil de Iguaí, no centro sul da Bahia. Teodoro Sampaio Guimarães Neto, que está proibido de frequentar as dependências da delegacia local, será substituído por Ana Cristina Soares, atual titular do município de Nova Canaã.

Teodoro Neto está afastado do cargo por decisão tomada nesta sexta-feira (12), pelo juiz titular da Vara Cível de Iguaí, Antônio Carlos Rodrigues de Moraes. O juiz acatou uma ação cautelar proposta pelo Ministério Público Estadual por improbidade administrativa.

No último dia 4, o coordenador regional de polícia civil de Itapetinga, delegado Marcus Vinicius Oliveira, apreendeu R$ 1,5 mil em dinheiro em poder de Teodoro Neto, depois de receber denúncia de suposta extorsão do delegado a uma vítima na cidade.

A negociação foi registrada em vídeo com autorização da Justiça. O delegado negou que o dinheiro fosse fruto de extorsão e disse ao coordenador que seria pagamento de uma dívida, resultante de um empréstimo ao denunciante.

Segundo a TV Sudoeste, o nome da delegada substituta será publicado neste sábado (13), no Diário Oficial do Estado.

Fonte:

http://www.correio24horas.com.br/noticias/detalhes/detalhes-1/artigo/definido-substituto-de-delegado-proibido-de-frequentar-delegacia-em-iguai/?utm_source=direct&utm_medium=iFrame&utm_campaign=iBahia-mashup&cHash=2cbbfb2b994a94f6815db8da58975a0c

Veja mais em: http://www.iguaimix.com/noticias/20101108_delegado.htm